4853433.jpg
Salgueiro.png

SALGUEIRO - 2022

Enredo: Resistência

Compositores: Demá Chagas, Pedrinho da Flor, Leonardo Gallo, Zeca do Cavaco, Cláudio Gladiador e Renato Galante

Um dia meu irmão de cor

Chorou por uma falsa liberdade

Kao cabecilê sou de Xangô

Punho erguido pela igualdade

Hoje cativeiro é favela

De herdeiros sentinelas

Da bala que marca, feito chibata

Vermelho na pele dos meus heróis

Lutaram por nós, contra a mordaça

Ê mãe preta, mãe baiana

Desce o morro pra fazer história

Me formei na Academia

Bacharel em harmonia

Eis aqui o meu quilombo, escola

 

Ê galanga ê… rei Zumbi obá

Preta aqui virou rainha Xica

Sou a voz que vem do gueto (bis)

Resistência no tambor

Pilão de preto velho eu sou

 

No Rio batuqueiro

Macumba o ano inteiro

Não nego meu valor, axé

Gingado de malandro

Kizomba e capoeira

Caxambu e jongo, fé na rezadeira

Tempero de iaiá, não tenho mais sinhô

E nunca mais sinhá

Sambo pra resistir

Semba meus ancestrais

Samba pelos carnavais

Torrão amado, o lugar onde eu nasci

O povo me chama assim

 

Salgueiro, Salgueiro

O amor que bate no peito da gente (bis)

Sabiá me ensinou: sou diferente